Desenvolver a função de Diretor de RH numa Indústria Textil - Case study

Carla Oliveira, manager da Fórmula do Talento, apresenta um caso de sucesso numa empresa textil

O Cliente

Indústria de lanifícios, localizada no centro de Portugal. Empresa de origem e gestão familiar implementada no mercado há mais de 40 anos, mas cuja ligação à área têxtil remonta a gerações anteriores. Para além do mercado nacional, a empresa também atua em diversos mercados internacionais.

Atualmente a equipa é constituída por aproximadamente 40 pessoas.

A interlocução faz-se principalmente com a Direção Geral, mas as ligações que se estabelecem com outras funções / áreas são fundamentais, nomeadamente as realizadas com o Técnico do processamento salarial, a Gestão da Qualidade, os Chefes de Equipa (produção) e a área de Marketing e Comunicação.

A figura dos Recursos Humanos assegura a área do processamento salarial e toda a restante gestão da equipa é assegurada pela Direção Geral.

 

O Desafio

A colaboração encetou-se pela constatação de algumas lacunas / dificuldades da empresa em assegurar a gestão dos recursos humanos seja nas questões de dia-a-dia, seja na comunicação com a equipa e, acima de tudo, na gestão estratégica das pessoas. A empresa tem noção destas lacunas e tem consciência de que precisa de ajuda, pois quer atuar sobre elas, mas não sabe exatamente como. Quais as áreas prioritárias, como fazer ou agir sobre determinadas situações eram algumas das dificuldades do cliente.

A empresa detém a certificação ISO, possui processos e procedimentos bem definidos, contudo, verificam-se grandes diferenças entre o definido na teoria e as práticas observadas.

A gestão estratégica da equipa é praticamente inexistente e também se identificaram fortes lacunas ao nível da comunicação.

 

A Solução

Os responsáveis da empresa sentiam a necessidade de se dar um passo em frente na GRH, de se fazer mais pelas pessoas. Foi neste contexto, que se iniciou a parceria com a Fórmula do Talento em novembro de 2018, através da adjudicação de uma avença de 2 dias de colaboração / mês.

O processo iniciou-se com a realização de um diagnóstico para identificação das áreas prioritárias de intervenção. Realizaram-se entrevistas individuais a todos os colaboradores com o objetivo de se auscultar toda a organização. Deste trabalho exploratório foi possível identificar:

- Os pontos fortes da organização e os aspetos valorizados pelos colaboradores;

- Os pontos de melhoria e sugestões identificados pela equipa.

Do cruzamento destas informações reunidas com os objetivos estratégicos da empresa foi possível definir um plano de ação no qual foram identificadas iniciativas para implementação a curto, médio e longo prazo, a destacar:

- Estruturação da organização: redefinição do organograma e descritivos funcionais. Atualização da informação existente de modo a que esta reflita a realidade e ao mesmo tempo suporte os processos de qualidade (no âmbito da certificação);

- Redefinição do processo de auscultação da equipa, através da aplicação de um novo questionário de clima organizacional;

- Seguimento e implementação de ações resultantes do estudo de clima organizacional;

- Implementação prática de processos de acolhimento e integração;

- Gestão de questões do dia-a-dia, tais como alertar para questões no âmbito da HST;

- Envolvimento da gestão de topo na importância da comunicação e envolvimento da equipa;

- Apoio em processos de recrutamento e seleção;

- Dar resposta às solicitações que vão surgindo ao nível da Gestão de Pessoas.

 

Os Resultados

Ao longo de apenas 12 meses, a parceria com a Fórmula do Talento permitiu dar uma orientação e traçar um caminho na gestão de recursos humanos desta organização: Apoiamos o cliente na identificação das áreas críticas e na operacionalização e concretização prática dos procedimentos descritos em teoria. Esta parceria implica igualmente a gestão das questões do dia-a-dia que começam a ser tratadas incorporando a visão de alguém especialista e que tem um distanciamento emocional que permite a tomada de decisão mais racional.

Foi crucial a consciência da empresa em reconhecer as suas lacunas, a sua abertura para que a Fórmula do Talento pudesse conhecer a essência da organização e a sua recetividade em reajustar e/ou adotar novos processos.